habitissimo - Reformas y Servicios para el Hogar

Quanto custa a reconstrução de casas? Orçamento grátis

1.175 €/m²Preço médio

Intervalo de preços indicado pelos profissionais de reconstrução de casa: 850 €/m² - 1.500 €/m²

Solicite orçamentos dos melhores profissionais da sua área

Estes preços são uma estimativa e podem variar dependendo de fatores como a qualidade dos materiais, a duração da obra, as dimensões...

Nesta guia

Peça gratis e sem compromisso orçamentos a profissionais da sua zona

Como funciona o serviço de orçamentos de habitissimo?

Gráfico de pessoa solicitando orçamento através do telemóvel1. Conte-nos acerca do seu projeto de reconstrução de casa.
Pedido de orçamento através do telemóvel2. Compare os melhores profissionais e empresas de reconstrução de casa.
Conversa telefónica entre um profissional e um particular3. Poderá obter orçamentos e contratar o profissional de que mais goste, se o desejar.
Em menos de um minuto e totalmente gratuito

Preços para reconstrução de casa

Tipo de serviçoPreços
Reconstrução low cost de apartamento T2
40.000€
Reconstrução de apartamento T3 com materiais gama média alta
55.000€
Reconstrução de moradia com 1 piso e 100m2
80.000€
Reconstrução de moradia com 2 pisos e 150m2
100.000€
Como obtemos os preços?

Como obtemos os preços?

Os preços que aparecem neste Guia de Preços provêm de informações reais que recebemos dos nossos usuários particulares e profissionais, contrastadas e revistas por especialistas do sector.
+ 47,525pedidos de orçamento de reconstrução de casa
+ 3,350profissionais de reconstrução de casa
+ 1,205opiniões verificadas de reconstrução de casa

As principais obras de reconstrução de casas:

O principal objectivo de uma reconstrução é garantir as melhores condições de habitabilidade para quem vai habitar a casa. Numa reconstrução deve-se ter em conta que as obras não se limitam a renovar tudo o que está à vista, como os revestimentos das paredes ou pavimentos. A intervenção deve ser feita também no que não está à vista. Canalizações de abastecimento de águas, de esgotos, de gás, electricidade, etc... São as infraestruturas que vão permitir que a casa fique em conformidade e adaptada às melhores condições de habitabilidade.

2 fatores importantes a ter em conta antes de planear a reconstrução de uma casa

Antes de meter mãos à obra deve tentar saber quais as condições estruturais da construção existente. A análise prévia e diagnóstico dos elementos estruturais e infraestruturas é fundamental para controlo do orçamento previsto para a obra. Uma intervenção estrutural como um reforço de pilares ou vigas pode ter um custo muito elevado inviabilizando assim o seu investimento.

Antes de avançar, deve contratar uma equipa de projecto para analisar o imóvel e fazer um projecto de arquitectura que vá ao encontro das expectativas e principalmente que garanta que  a obra seja realizada dentro do orçamento. 

FAQ- Dúvidas frequentes sobre reconstrução de casas:

1. Qual a diferença entre reconstruir, reabilitar e remodelar uma casa?

A principal diferença entre estes três conceitos é ao nível da complexidade da intervenção. O conceito de remodelar uma casa está associado à intervenção generalizada nos materiais de revestimento e acabamentos enquanto que uma reconstrução ou reabilitação implica uma intervenção mais profunda ao nível das infraestruturas. No caso da reabilitação, é comum manter-se alguns tratos e detalhes da construção existente, enquanto que numa reconstrução não existe muita atenção a este ponto, podendo o edifício ser totalmente refeito.

 2. Quanto custa, em média, a reconstrução de uma casa? 

O custo de reconstruir uma casa depende do estado de conservação da mesma. A necessidade de intervir, por exemplo, a nível estrutural pode fazer disparar os preços. Em média, reconstruir um apartamento sem grandes complexidades com cerca de 80m2, de tipologia T2, custa cerca de 40,000€, enquanto que uma moradia com necessidades maiores e de tipologia T4 pode custar mais de 80,000€.

3. Quais são as licenças e apoios financeiros para reconstruir casas?

Uma obra de reconstrução, principalmente no caso de remodelações mais profundas requerem um processo de licenciamento ou comunicação prévia, de modo a proceder em conformidade com as exigências legislativas e regulamentares. Cada caso necessita de ser analisado e requer informação junto da câmara municipal. 

Existem diversos tipos de apoios nomeadamente em imóveis mais antigos e localizados em centros históricos. Estes imóveis, além de pagarem menos taxas camarárias, são abrangidos por apoio financeiros com empréstimos a 30 anos com taxas de juros reduzidas.

As empreitadas neste tipo de imóveis beneficiam de uma taxa reduzida de IVA e isenção de IMI e IMT.

4. Como devo proceder na contratação de uma equipa de obras?

Existem duas opções mais comuns quando se pretende fazer uma obra. 

  • Empreitada geral:

Numa empreitada geral é contratada uma empresa ou um empreiteiro que fica responsável por todas as fases da obra. Geralmente é definido um valor chave na mão, não tendo o cliente a preocupação de gerir subempreitadas e calendarização da obra. O custo de uma empreitada geral pode ser mais caro do que fazer a obra recorrendo a subempreitadas, no entanto existem mais vantagens, principalmente ao nível da gestão do tempo e método de trabalho.

  • Subempreitadas:

Quando se fala em sub-empreitadas estamos a referir todos os profissionais necessários para a realização das várias fases da obra, sendo estes contratados de forma independente. O custo de cada profissional varia de acordo com a especialidades, sendo um valor médio de mão de obra de 8€ por m2 ou hora.

As etapas de reconstrução de casas antigas:

Demolições

A primeira fase das obras de reconstrução é demolir e remover todos os elementos existentes que não sejam necessários para a realização da obra. Devem ser removidos os revestimentos, loiças sanitárias, moveis da cozinha e todos os materiais degradados. Devem também ser demolidas paredes que não estejam de acordo com o novo projecto. 

O entulho removido deve ser depositado em vazadouro devidamente licenciados.

Construção de paredes

A próxima fase é a construção das novas paredes, de acordo com o projecto realizado. Deve-se ter em atenção à nova forma dos espaços e à regularização das paredes existentes de modo a garantir que estão aprumadas e niveladas.

Canalizações

Seguidamente devem ser feitas as canalizações de águas e esgotos, redes de gás, electricidade e telecomunicações. Os traçados devem estar bem definidos e executados de modo a garantir uma boa qualidade e longevidade das instalações.

Revestimentos

Estando as infraestruturas concluídas é altura de começar a aplicar os revestimentos nos pavimentos e paredes. Sejam revestimentos cerâmicos ou em madeira, deve-se ter em conta a preparação das superfícies para aplicar devidamente o material. Nesta fase deve-se ter em conta a qualidade dos acabamentos pois será este o resultado final que ficará à vista.

Veja o nosso guia de preços de pavimentos!

Cozinha e casa de banho

Após colocados os revestimentos devem ser montados os moveis e equipamento da cozinha e instalar os equipamentos das casas de banho. Devem ser colocados os espelhos, tomadas eléctricas, interruptores e candeeiros.

Pinturas

As pinturas das paredes e tectos devem ser feitas por varias fases. Numa fase inicial, assim que consolidadas as paredes deve ser aplicado o primário, sobre o estuque ou reboco, e ser feita uma primeira pintura. No final da obra, deverá ser feita a pintura final de modo a garantir uma pintura perfeita.